Ipê-amarelo: característica e cuidados

0

Escolhida para ser a Flor Nacional, o Ipê-amarelo se destaca por seu tronco tortuoso e ser uma espécie caducifólia. Ou seja, na qual ocorre a troca de folhas para flores bem coloridas, intensas e chamativas, que a tornam uma das árvores mais bonitas do país.  

Este arvoredo de casca-grossa é muito popular no Brasil, tanto por suas características quanto pelos seus cuidados simples e pouco exigentes. Uma opção perfeita para ter no jardim e criar uma harmonia com as suas demais plantas.

O que é o Ipê-amarelo e qual sua origem?

O Ipê-amarelo, Handroanthus albus (Bignoniaceae), é uma árvore arbórea de madeira pesada e duradoura, originária de florestas tropicais do Brasil e considerada um dos principais símbolos nacionais.

O que é o Ipê-amarelo e qual sua origem?
Fonte/Reprodução: original.

Em sua distribuição geográfica, – conforme a Prefeitura de Francisco Beltrão específica -, pode-se encontrá-la tanto no Paraguai quanto na Argentina. Ambos países têm um clima seco, temperado, tropical e subtropical, bem parecidos com o que é visto no Brasil, sendo locais adequados para o crescimento desta angiosperma.

Quais as características do Ipê-amarelo?

O Ipê é muito utilizado para o paisagismo devido o grande porte, suas belas cores amareladas e estrutura duradoura. Há, dentre tantas características, as seguintes e mais importantes:

  • Porte: pode atingir 10 metros, e alguns exemplares chegam a até 30 metros;
  • Flores: tons amarelados, que podem chegar a 33 centímetros de comprimento;
  • Frutos: envoltos por uma cápsula cilíndrica e aveludados;
  • Madeira: pesada e mais forte;
  • Ecologia: uma espécie de planta decídua, frequentemente encontrada em florestas de altitude ou submatas e é vista mais vezes em estados do Sul;
  • Florescência: as flores nascem entre julho a setembro, e a maturação começa de outubro a novembro.

Além disso, o Ipê-amarelo se tornou Flor Nacional, após ser instituída em 1961 por Jânio Quadros, presidente do Brasil. Esta é a planta que simboliza o país por conta de sua cor única e intensa, que remete a alegria e vitalidade nacional.

Para que serve o Ipê-amarelo?

O Ipê-amarelo serve para atuar em arborização urbana, no paisagismo ou plantio domiciliar. Porém, o seu uso é visto frequentemente em plantios de áreas degradadas pelo desmatamento, pois o fato de sua madeira ser resistente e não necessitar de grandes estímulos para se desenvolver, o torna perfeito para este procedimento.

Empresas verdes que escolheram trabalhar com o reflorestamento selecionam locais com pouca ou nenhuma incidência de árvores para inserir as mudas de Ipê-amarelo. Em dois anos, a espécie chega a até 3 metros de altura, sendo o motivo principal para haver a escolha da espécie na reestruturação ambiental.

Como plantar e cuidar do Ipê-amarelo?

Ter plantas e árvores em casa é uma excelente vantagem, pois a qualidade do ar é melhor, existe mais sombra e vento. Além disso, o Ipê-amarelo é perfeito para ajudar na decoração e embelezar o seu jardim com sua cor alegre e viva.

O processo de plantio deve ser realizado com atenção para garantir saúde à planta e mantê-la apta a crescer. Ela não demanda de muitos cuidados, porém, é indispensável ter atenção quanto aos produtos e o que fornecer ao Ipê-amarelo para deixá-lo forte.

Irrigação

Tenha cuidado com a irrigação, pois esta deve ser moderada para evitar o afogamento da planta. Caso contrário, as raízes apodrecem e podem apresentar problemas de crescimento, principalmente se o plantio for feito em regiões naturalmente úmidas.

Adubação

A cada seis meses, faça sua adubação com uréia, superfosfato e cloreto de potássio, usando também calcário e esterco. Este cuidado é obrigatório durante os dois anos iniciais, pois é o que garante o crescimento adequado do Ipê.

Iluminação

O Ipê-amarelo precisa de muita luz solar e calor para crescer. Então, selecione uma área do seu jardim bem ampla, faça a adubação, irrigue apenas quando o solo estiver seco para deixá-lo crescer.

Solo

É importante que o solo para plantá-lo seja bem fundo, tenha drenagem e que a terra esteja regularmente úmida. Água em excesso não é o indicado, portanto, tenha cuidado quanto à quantidade usada por dia. 

Uma dica valiosa do Vaso de Planta: afunde o dedo indicador no solo para verificar se a terra está seca, assim você pode regar o seu Ipê com segurança e prevenir afogamentos acidentais da espécie.

Mudas

Para fazer mudas de Ipê-amarelo, corte na diagonal um galho de 15 centímetros, coloque em um pote com água acompanhado de enraizador e o deixe no recipiente por até 10 minutos para, em seguida, colocá-lo em um vaso transparente.

No momento em que você observar o crescimento das raízes, troque para um novo local maior, tendo atenção quanto ao adubo e quantidade de água. Observe também a área que você colocará no jardim, pois precisa estar livre de rajadas de vento, caso contrário, o galho pode quebrar.

Pragas

A principal praga que afeta o bem-estar do Ipê-amarelo se chama Trioza tabebuiae, um inseto de cor palha, que suga a seiva das folhas em crescimento, fazendo-as se enrolarem e ficarem em formato de tubos.

Para combater a praga, é indispensável contar com um bom inseticida e seguir adequadamente as informações apresentadas no rótulo da fabricante. Casas de Jardinagem oferecem este produto e tem orientam o quanto usar por dia para cuidar da saúde de seu Ipê.

A planta é uma boa opção para fazer parte de seu jardim e contrastar com as demais flores e árvores que você já tenha. Por ser prática de preservar, você não precisa se preocupar excessivamente com zelos, apenas ter atenção na quantidade de água e quantas vezes regar por dia. 

Leave A Reply

Your email address will not be published.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy