Cerca viva: como fazer e quais plantas usar?

0

Todos desejam adicionar um verde a mais para o lar, não é mesmo? A cerca viva é uma excelente forma para isso, de forma que não só garante elegância e vida ao ambiente como, também, ajuda no combate do calor e garante um clima mais fresco e agradável.

Mais e mais pessoas estão aderindo ao método de cerca viva para, não apenas proteger seus imóveis, mas também uma adição de cor para seus ambientes. Então, vamos conhecer que exatamente é esse método e quais os tipos de cercas vivas para encontrar as melhores opções para você!

O que é uma Cerca viva e qual sua origem?

A cerca viva é definida como a utilização de plantas de vários tipos para fechar áreas de imóveis, não apenas no exterior mas, também, dentro da própria propriedade para a divisão de cômodos. Mesmo não sendo novidade,  mais e mais pessoas aderem às cercas vivas para obter a proteção com a adição da beleza.

O que é uma Cerca viva e qual sua origem?
Fonte/Reprodução: original.

Não possuindo uma resposta exata para sua origem, essa técnica cresce em popularidade e é facilmente encontrada em muitos ambientes rurais. No entanto, até casas e apartamentos podem utilizar murais de plantas em seus ambientes.

Quais as vantagens da Cerca viva?

Além de realizar os objetivos como qualquer outro muro, a cerca viva também permite uma adição extra ao ambiente dos imóveis e isolamento que, normalmente, não é permitido com os materiais comuns de construção ou das cercas de arame, que são comuns até em ambientes rurais.

Esses ambientes cercados são uma boa forma de realizar o que muitas vezes é a necessidade, seja de isolamento de uma propriedade – mesmo para a privacidade dos moradores presentes -, como também é estético e torna o ambiente mais fresco.

Quais plantas usar para fazer uma Cerca viva?

Com um catálogo tão variado que a natureza nos permite criar e cuidar, existe a possibilidade de diferentes plantas fazerem parte de uma cerca viva. No entanto, deve-se levar em conta custos e necessidades como a quantidade de sol e água para sobreviver

As escolhas podem variar conforme a sua necessidade ou, até mesmo, a localização de sua propriedade – uma vez que alguma das opções que vamos conhecer aqui podem ser mais acessíveis em diferentes regiões que você se encontra. Mas, deixando isso de lado por enquanto, vamos conhecer algumas dessas opções.

Clúsia

A clúsia ou mangue-da-praia, como o segundo nome sugere, é um arbusto popular em ambientes litorais uma vez que aguenta as temperaturas e ventos litorâneos. Crescendo até quatro metros, exige uma necessidade menor de cuidado para manter.

Piracanta

Essa planta como cerca viva é outra bastante popular, uma vez que as flores adicionam ainda mais ao cercado que ela permite e cresce até quatro metros, além de florescer durante a primavera e conta, até mesmo, com frutos durante o inverno enquanto ostenta cores vibrantes como vermelho e amarelo.

Coroa-de-cristo

Outra opção, com foco ainda maior na proteção, é a coroa-de-cristo, conhecida por possuir vários espinhos que se estendem no caule. Seu desenvolvimento se dá em luz direta do Sol, crescendo até dois metros e possui flores com cores vibrantes.

Pingo de Ouro

O pingo de ouro é uma planta mais focada em divisão, como paredes, possuindo uma aparência menos chamativa em comparação às outras da lista. Mas, ainda, com suas vantagens, com sua resistência a diversas temperaturas.

Primavera Bougainvíllea

Para obter foco na aparência, Primavera Bougainvíllea permite criar até mesmo combinações de cores com suas flores. Essa planta também tem seus cuidados necessários, como manter em sol pleno, que é ao menos sete horas de luz de sol diariamente.

Buxinho

Uma das plantas mais populares, o buxinho é um arbustos que crescem de 2 a 5 metros com um desenvolvimento mais lento que algumas plantas mencionadas aqui. Não cobre tanto em questão de visão, mas não exige muito de poda.

Hibisco

Outra escolha popular é o hibisco, com suas flores bastante conhecidas. Presente em casas mais antigas, é fácil cruzar com elas mesmo em regiões urbanas. Além de sua flor, possui uma densa camada de folhas ajudando na privacidade.

Dracena

Uma planta que se adapta a luz, com alturas que chegam a seis metros, a dracena é uma das melhores opções para parar ventos e ruídos, além de adicionar verde ao seu ambiente, deixando-o ainda mais natural.

Como fazer uma cerca viva e como cuidar?

Para começar a criar sua cerca viva, é necessário alguns cuidados com o solo, como demarcar uma linha na onde ficará esse cercado, arar e fertilizar o solo, preparar brotos da planta que você tiver escolhido e, no caso de algumas plantas específicas, até mesmo analisar o tempo necessário para elas crescerem. 

Uma vez realizados os processos iniciais, é preciso verificar as descrições específicas das plantas. Verificando a quantidade de luz necessária para elas, quanto de água será necessário para regar e, até mesmo, fertilizar mais vezes durante o ano.

Por mais que seja um processo mais complicado do que, muitas vezes, construir um muro ou cerca comum, a cerca viva tem diversas vantagens que valem a pena a dedicação a esse processo. Por isso, invista na beleza do seu lar e escolha a planta ideal!

Leave A Reply

Your email address will not be published.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy